O que levar em consideração na hora de escolher uma faculdade?

SÃO PAULO – Quando decidimos fazer um curso superior, evidentemente, a primeira dúvida que surge é: qual curso fazer? Não é uma tarefa fácil escolher a profissão que queremos seguir, mas mais difícil ainda é decidir em que instituição estudar.

Mas o que levar em consideração na hora de escolher a faculdade na qual você irá passar a frequentar pelos próximos dois, quatro ou cinco anos, dependendo do curso que você escolheu?
Segundo a coordenadora de Vestibular da Trevisan Escola de Negócios, Letícia Bechara, o primeiro passo é listar o que você considera mais importante em uma faculdade: reputação, localização ou ainda estrutura.
Após listar por ordem de importância os critérios acima, Letícia explica que o candidato precisa seguir os seguintes passos:


  • Procure saber em que tipo de ambiente você se sente mais confortável: em um lugar menor, como seu colégio, ou em ambientes maiores. Em seguida,  liste as faculdades que lhe proporcionam este tipo de ambiente.
  • Procure saber a classificação da instituição nos principais rankings, como o Enade (Exame Nacional de Desempenhos dos Estudantes) ou guias especializados em classificações de cursos e instituições.
  • Visite a faculdade e converse com professores e alunos; se possível, assista a uma aula.
  • Conheça o plano de aula do seu curso e procure comparar os currículos das faculdades. “Atualmente, 70% das disciplinas são definidas pelo MEC [Ministério da Educação], mas outros 30% são definidos pela faculdade”, explica Letícia.
  • Veja localização da faculdade e trace um roteiro entre a instituição, sua residência e o seu trabalho.
  • Veja também a metodologia das avaliações e os critérios de nota de corte para aprovação do aluno.
  • Ao avaliar todas esses quesitos, é bem provável que você tenha selecionado mais de uma faculdade com as mesmas características. Neste caso, use como critério de desempate a lista por ordem de importância que você fez antes de selecionar as instituições.
Você também deve ter percebido que em nenhum momento foi citado o valor da mensalidade como critério de escolha. Isso porque, segundo Letícia, não se deve escolher uma instituição pelo valor.
“O mais importante é não escolher uma instituição pelo valor, primeiro porque isso nem sempre determina a qualidade de uma instituição e, atualmente, existem muitos meios de arcar com esse custo através de financiamentos estudantis e bolsas de estudos que concedem descontos nas mensalidades”, explica.

Créditos: http://br.finance.yahoo.com/noticias

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário