Espinhas: como elas surgem e como tratá-las de uma vez por todas!

Saiba como as espinhas surgem e como evitar que elas continuem incomodando!

Franja pode dar espinha?

A franja pode, sim, piorar um quadro preexistente ou até estimular o aparecimento de espinhas na testa, já que a região fica coberta. Quanto mais abafado ficar, maior a chance de nascerem espinhas, pois a oleosidade natural do cabelo também agrava a situação. Mas se a ideia de tirar a franja for um pesadelo para você, tente, pelo menos dentro de casa, usar uma tiara ou fivelas para prender e manter o cabelo bem longe da testa.



Espremer a espinha pode?

Está proibido espremer uma espinha. A regra é clara: mantenha suas mãos longe das espinhas. Mas ok, a gente sabe que essa tarefa é praticamente impossível e a vontade de se livrar deste "corpo estranho" é mais forte. Se você não conseguiu se controlar e esprimiu a espinha, o ideal é não se expor ao sol prolongado (para não causar manchas), lavar o rosto com água e sabonete adstringente e evitar ficar cutucando a ferida o tempo todo. O gel secativo também ajuda.

Pode espremer cravo?

Espremer cravos também é uma tentação, mas uma tentativa malfeita pode infeccionar o local e deixá-lo pior do que já estava. Cutucar a pele o tempo todo aumenta ainda mais a possibilidade de ter manchas e cicatrizes pelo rosto. Se os cravinhos incomodam tanto assim, uma alternativa é recorrer à limpeza de pele profissional, realizada por um esteticista. Em geral, uma sessão por mês é o suficiente para ficar livre dos pontinhos pretos.


Chocolate dá espinha?

Estudos recentes apontam que alimentos com alta quantidade de açúcar refinado, derivados de leite e as demais besteirinhas que costumamos comer (incluindo o chocolate) aumentam a produção de óleos na pele e alteram a produção hormonal. O resultado disso tudo não poderia ser outro: espinhas. Então, pegue leve na guloseima, ok?

Esfoliação melhora as espinhas?

Melhora! O tratamento com esfoliação previne o acúmulo de células mortas que, juntamente com os óleos naturais da pele, contribuem para a formação de espinhas. Além disso, produtos esfoliantes contêm ácido salicílico e glicólico, componentes que ajudam a remover pequenos cravos e a desobstruir os poros.

Quem deu as dicas: dr. Alexandre Y. Okubo, dermatologista da Clínica Prime e membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia; e a dermatologista dra. Gabriela Cassabona.

Créditos: http://atrevida.uol.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário