Saiba quais são as doenças que mais atingem as mulheres

Saiba quais são as doenças que mais atingem as mulheres.

HPV
O papiloma vírus humano, o HPV, atinge 360 milhões de pessoas no mundo, sendo a quarta causa de morte de mulheres no Brasil, atrás apenas do AVC (Acidente Vascular Cerebral), infarto e câncer de mama. Por ano, são mais de 18 mil casos e quase 5 mil óbitos. Fique atenta aos sinais de alerta: sangramento vaginal, corrimento e dor durante a relação sexual são sinais claros do aparecimento do vírus.

OSTEOPOROSE
A doença, que atinge 10 milhões de pessoas no Brasil e principalmente as mulheres, resulta da carência de cálcio no organismo e a forma mais visível é o jeito de andar curvado de pessoas mais velhas. A deficiência na ingestão de cálcio, somada às alterações hormonais, tornam as mulheres mais vulneráveis. Ela é agravada por fatores genéticos e por uma série de problemas relacionados ao estilo de vida como sedentarismo, alimentação inadequada, fumo, álcool, café em excesso, entre outros. Para prevenir e tratar, além do uso de medicamentos, invista numa dieta rica em cálcio e faça exercícios físicos para fortalecer a musculatura.

CÂNCER DE MAMA
Apesar da frequente divulgação, o Câncer de Mama ainda continua fazendo vítimas no mundo. No Brasil, a doença é a segunda causa de morte, sendo uma das mais comuns nas mulheres. Segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), são 49 mil novos casos por ano. Fiquem atentas: a doença pode se manifestar rapidamente sem apresentar sintomas. Portanto, deve ser diagnosticada o quanto antes para começar cedo o tratamento e evitar a perda da mama e outras lesões decorrentes da doença. Além do autoexame, que deve ser feito frequentemente, a mamografia precisa ser feita pelo menos uma vez ao ano.

DEPRESSÃO
Desânimo nas atividades do dia a dia, alterações do padrão de sono e do apetite e falta de libido. Esses são apenas alguns dos sintomas que caracterizam um quadro clínico de depressão, que deverá ser a segunda doença mais comum no mundo no ano de 2020, superada apenas pelas doenças cardíacas. São as mulheres as mais suscetíveis ao apresentar o problema. Para tratar-se, você pode procurar um clínico, ginecologista ou ir direto ao psiquiatra.

TPM
A Tensão Pré-menstrual (TPM) é algo que assombra e atinge boa parte das mulheres no período fértil. Surge cerca de uma semana antes da menstruação e provoca irritação, ansiedade, mau humor, dores variadas (de cabeça, nos seios, no baixo ventre, nas costas), retenção de líquidos e fadiga, embora sejam sinais diferentes para cada mulher assim como a intensidade. Existem mais de 150 sintomas relacionados aos períodos menstrual e pré-menstrual. Saber quais são os seus ajuda a lidar melhor com o problema.

Fontes: Alfonso Massaguer, ginecologista e obstetra pelo Hospital das Clínicas; Bruno Muzzi Camargos, médico e presidente da Sociedade Brasileira de Densitometria Clínica; mastologista José Roberto Fígaro Caldeira, pró-reitor de Desenvolvimento e Promoção à Saúde da Universidade Corporativa da Fundação Amaral Carvalho (FAC); Alexandre Faisal, ginecologista-obstetra.

Créditos: http://estilo.br.msn.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário