A Moda e Mercúrio Retrógrado – Como lidar?

Minaj, a MR
Áries A ariana tem um “quê” minimalista de certa forma, gosta dos clássicos revisitados. Inova nos detalhes e curte toques masculinos no seu guarda-roupa. Curte cores sólidas e não é muito fã do efeito Carnaval.
O que pode dar errado?
Bem, é verão aqui no Senegal, as vitrines estão cheias de roupas de cores neon e corte minimal. Você pensa, bem, vou investir. Como não é aparecida, você compra uma camiseta box (quadradona e durinha) fluo que viu na última “Vogue” e bota um blazer neutro por cima. Porém, na reunião de trabalho, o equipamento hi-tech da apresentação no telão que seu chefe decidiu fazer joga uma luz exótica sobre seu peito, que brilha feito um carro alegórico. Todos olham. Quando você sai, chove e a blusa solta tinta manchando seu blazer preferido. Ele era claro, caro e pago no cartão. Seu chefe, um cafona de gravata estilo Didi dos Trapalhões, insinua que você não sabe se vestir adequadamente e distrai seus colegas. O moço do estacionamento pergunta se tá faltando luz na sua casa e gargalha. Chegando em casa, pensando nas prestações do blazer, seu filho pequeno grita: Lady Gaga! E sai correndo e chorando pela sala. O canal de moda diz que neon envelhece depois dos 18. Sua filha de 13 anos entra com uma blusa idêntica.


Touro A taurina tem fama de sensual. Daí que ela curte tecidos que brincam com a pele, adora uma textura. Gosta de se sentir confortável e abraçada pelas roupas que veste. Fica bem com tons terrosos, uma coisa raízes.
O que pode dar errado?
As texturas estão com tudo. As fashionistas declararam. É tempo de misturar tecidos diferentes, a taurina comemora e vai às compras. Ela monta um look incrível, com três texturas diferentes, uma maravilha de se ver. Pra melhorar, os forros são todos maravilhosos, acetinados. Ela tem um encontro com um boy magia e se joga no modelo novo. No balanço das horas, ela e seu boy se pegam e se esfregam no cinema. De repente ele para, nervoso. No calor do momento eles não perceberam que os tecidos texturizados promoveram um efeito peeling no boy. Ele agora está em carne viva, e eles vão para o hospital. A enfermeira é do PETA e ameaça queimar sua bolsa Gucci, feita de python. O boy diz que você deveria usar coisas mais normais e que, inclusive, ele curte um cross-dressing e poderia bem ficar com o seu top luxuoso. A enfermeira destrói a bolsa com bisturi. O boy não tem dinheiro e seu cartão de crédito estava na Gucci. Você larga o boy-Mercúrio e vai dar queixa da enfermeira. Na delegacia houve apreensão de animais silvestres e você é mordida por uma cobra. O soro antiofídico dá reação e deixa sua pele texturizada.

Gêmeos  A geminiana não se contenta com um estilo, curte o mix. É ousadinha, consegue reconhecer as inovações da moda e fazer bom uso delas sem entrar pra grupo. Fica ótima de amarelos, laranja e branco.
O que pode dar errado?
A moda é over, e mix de estilos é quase uma ordem da temporada. A geminiana compra maxicolares meio árabe-street, um vestido com detalhes vazados e um salto bem alto, estilo Carrie Bradshaw em dia de babado. E vai para uma festa, linda, translumbrante. Ela chega e vai cumprimentar a anfitriã, mas os colares ficam presos nos cabelos da amiga. A pobre geminiana tenta arrancar a todo custo e puxa com tanta força que acaba arrebentando tudo. A amiga grita de dor. Alguns pedaços entram no vazado do vestido e escorregam pra dentro da calcinha, outros caem no chão.  Ela tenta abaixar pra recolher e acaba caindo. Com o esforço, o salto quebra e o vazado vira rasgado. A festa estava uma porcaria e ninguém tinha mais o que fazer, de modo que todos estavam olhando. Sua pior inimiga entra com um look dez vezes mais bafo que o seu e um bofe-sonho, bem quando você tenta levantar, revelando uma bunda rasgada com cinta modeladora. Do outro lado do salão, seu celular de última geração que custou dois rins voou da bolsa durante a queda e se espatifou. Quando você chega em casa tem 38 recados da sua mãe na secretária dizendo que você não atende celular. Você vai ler emails e descobre que o vídeo de sua desgraça está no YouTube porque alguém filmou com celular de alta definição. Sua irmã te indicou por email para o Vigilantes do Peso.

Minaj, sempre MR
Câncer A canceriana gosta de segurança ao se vestir. Isso pode significar um look bem simples ou a maior montação do milênio. Dependendo do ambiente, afinal, a segurança fashion muda drasticamente de significado. Suas cores principais são preto, verde, cinza e branco.
O que pode dar errado?
A canceriana viu os looks lindos em p&b da última temporada de desfiles. Adorou o mix de estampas meio geométricas meio art déco. Ela aproveita para ir a um evento de moda megaconcorrido com transmissão ao vivo e arrasa nas linhas verticais e horizontais e formas triangulares, tudo para se encaixar mais do que perfeirtamente ao ambiente. Ela se destaca e, obviamente, é chamada pra dar entrevista. O jogo maluco preto e branco gera um efeito ótico e vários espectadores começam a desmaiar. Os telefones da emissora bombam, e ela precisa ser empurrada às pressas da frente das câmeras, caindo em cima de um ex-namorado que estava na plateia com sua nova esposa. Ela chora tanto que o rímel escorre e borra a parte branca do vestido. E esfrega tanto tentando limpar que rasga o tecido fino. A mulher escrotinha do ex-boy comenta com a vizinha: eu te disse que ela era uma perua descontrolada, diz que toma coquetel de remédio. A cena do empurrão, com a roupa coberta por um quadradão preto, daqueles de censura, que te faz parecer um caixote penteado, passa na TV.  Sua mãe liga e diz que você não vai casar se continuar sendo tão engraçada. Você chora e desenvolve uma inflamação no canal lacrimal.

Leão A leonina é drama, adora drama, se veste de drama. Qual é esse drama fica muito no que vai da cabecinha dela, sempre cheia de ideias. Eu, como leonina, sei bem. Adora um dourado, Jesus, como gosta de brilho.
O que pode dar errado?
Desculpem, mas não posso narrar minha própria tragédia neste momento. Hello, é mercúrio retrógrado, eu, hein, minha gente! Pensem nos riscos! Quando passar prometo que publico.

Virgem Ela é chique, ela é discreta, ela é uma moça sempre be vestida sem grandes esforços. Ela curte tons neutros, belos tons de marrom e azul, mas ama mesmo preto e branco.
O que pode dar errado?
A virginiana pira numa roupa branquinha, limpinha. E branco é puro frescor, está em alta nas alas mais casuais das lojas. Essa lady do zodíaco pega sua família e corre para um almoço delícia ao ar livre. O garçon derruba vinho branco no vestido. Tudo bem, ela sabe tirar. Sem querer, ela encosta na pia do banheiro e só percebe q tem uma mancha vermelha no baixo-ventre quando seu namorado pergunta se houve algum acidente. Era batom, mas não parece… Ela volta para limpar, mas dessa vez o tecido fica transparente, assim como sua calcinha branca, que era pra não marcar o vestido. Ela senta correndo e bota o guardanapo, esperando que seque. Uma amiga chega com o filho no colo, e ela sem graça, levanta. Conversam, ela com as mãos na frente. O menino passa a mão pelo molho de tomate e num ímpeto,  faz uma marca vermelha no peito da pobre. A mãe desolada vai tentar limpar com água, mas acaba espirrando demais. Você vai embora parecendo uma hemorragia ambulante. Acabou a cândida em casa e é domingo de feriado. Sua mãe liga e diz que você não devia mesmo usar branco porque engorda  e suja demais. O marido, entretido com a TV, demora a eternidade de dois segundos para responder se a roupa te deixou gorda. A apresentadora diz que vampiro do bem tá na moda. Seu nariz sangra.

Libra Dizem que a libriana é a mais chique do zodíaco. Sofisticada demais, sempre além e acima da tendência. Adora tons pastel, tipo a cartela de neutros, e pode pensar em usar o estilo cores de cupcake que está rolando forte agora.
O que pode dar errado?
A libriana fina está toda de Louis Vuitton, comprou várias peças da coleção “docinho de Maria Antonieta”. Ela não costuma usar tendência, mas abusou logo no Mercúrio retrô. Saiu de casa de rosa, amarelo e azul, tudo lavadinho-bebê. O porteiro perguntou se era uniforme de babá. No escritório, a recepcionista comentou pelas costas: acha que é mocinha agora. A colega de trabalho lançou, nossa, Vuitton, ganhou aumento? O chefe com topete tingido de Silvio Santos arrastou: querida, sei que você trabalha muito, mas não podemos descuidar do visual, você tá tão abatida que se reflete nas roupas… Vida, queremos vida nesta empresa! A secretária contou: o pessoal do jurídico tá rindo no bebedouro e dizendo que você deveria ser demitida por justa causa de tão feia que é essa cor de roupa. A faxineira zoou: senhora exagerou na cândida, hein? Só por Deus! O moço obeso e tarado da xerox dá o fatality: olha o meu lanche de hoje, e mostra um donut com cobertura que parece ter sido inspirado no seu look. Você bota um pretinho, passa na lavanderia e manda tingir tudo de azul-marinho, como aconselha a musa fashion francesa Ines de La Fressange. A atendente resmunga: essa gente cafona tem dinheiro e não consegue usar uma moda assim atual. Sua boca treme.

Escorpião Com a escorpiana o movimento é sexy, minha gente. Roupas que caminhem junto com as curvas estão sempre no jogo. Curtem coisas únicas, exibidas, exóticas. As cores também são ousadas, como roxo, vermelhos, azuis profundos e prata.
O que pode dar errado?
A escorpiana  resolveu se ligar na onda exótico-animal que tá rolando nas araras. Comprou pencas de brincos e outras peças de penas, um dos últimos gritos da moda em acessórios. Botou dois brincos gigantes, uma pulseira maravilhosa e foi encontrar uns amigos. Tudo de plumas verdadeiras. No caminho percebe uns gatos de rua. Eles se aproximam. Ela começa a correr, os gatos ficam um pouco agressivos, assustando os pombos, que armam uma revoada. Ela entra no shopping e respira. Na lojinha de animais, os passarinhos se agitam e começam a piar todos juntos. Alfred Hitchcock aparece num filme na loja de TVs. Com vergonha e medo, ela foge e vai tomar um café. A atendente diz: bonito seu brinco, sabe, eu tive um papagaio… Pensando em jogar tudo fora, a escorpiana dá de cara com uma vitrine cheia de brincos parecidos. Resolve entrar e pergunta para a vendedora se essa linha de produtos tão bacanas está saindo bem. A vendedora responde: ah, pessoas diferenciadas, tipo assim a senhora, gostam. E dá um risinho. Ela sai bufando. Pega um táxi, os amigos estão esperando e o restaurante é ali perto, mas melhor não arriscar com os gatos. Quando ela chega, um amigo diz: ah, atrasou assim porque tava na micareta né? Não aguenta ficar um mês sem Carnaval. O prato do dia é galinha ao molho pardo. Começa a tocar “Condor”, do Oswaldo Montenegro.

Sagitário Informal, eclética, esportiva, a sagitariana curte inventar e surpreender. Curte pink, laranja, marrom, amarelo e adora pedrarias em tons quentes.
O que pode dar errado?
O esportivo misturado com peças luxuosas é tendência forte. Aí a sagitariana viu na revista mais cool do momento um look todo rico com tênis bem esportivo. Era uma vitrine da Chanel, que agora está fazendo tênis desse tipo. Ela se monta assim: saia e blusa com aplicações de pedra e um tênis estilo cantora M.I.A.  Lindona, se joga numa boate e dança pra valer, afinal, que maravilha dançar sem salto. Porém, o tênis altamente tecnológico tem umas molas que saem de esquadro. Ela começa a pular feito um boneco de posto descontrolado e derruba pessoas na pista. Tenta se apoiar num sujeito com blusa de telinha e as pedras ficam presas. O sujeito acha que é truque e grita: querida, me perdoa, mas eu sou gay. Ela tenta se soltar e se segura no cara do lado, que diz: eu não sou, e comeria todas essas balas que estão grudadas na sua roupa. Enojada, ela dá um salto e atinge a rota de saída. As pessoas começam a imitar, achando que é um novo passo de dança. Ela paga a conta se segurando no balcão e sai. Do lado de fora, encontra o namorado, que estranha ela não parar de se mexer e diz: poxa, amor, você deveria ter contado sobre esse problema com drogas. Na rua, um grupo de moleques de 14 anos passa usando tênis iguais aos dela e grita: aê, tia, firmezona, zica do baile, hein? Ela tira os tênis e entra descalça no táxi. O carro quebra e chove granizo. Seu pé forma bolhas.

Minaj, a MR 
Capricórnio Ela é glamourosa, mas não precisa se encher de brilhos pra isso. Sabe ser ousada e adora coisas vintage. Fica bem em preto, cáqui, violeta, azul e verde-militar.
O que pode dar errado?
A capricorniana se liga em Nova York, a terra do hype, e catou de lá uma tendência meio militar e casou com o vintage tribal que tá nas lojas. Arrancou as mangas de um jaco de exército e fez um colete. Por baixo botou um vestidinho meio de índio americano e uns acessórios de miçangas comprados na Urban Outfitters. Foi ver uma exposição na Paulista mas acabou no meio de uma manifestação suspeita. Pelos povos indígenas do recanto Lindo Índio Meu Amigo. Começa a ser hostilizada por um grupo que achou que ela estivesse com roupa de matador de índio, ainda mais com distintivo do exército americano. Sai correndo. Mais pra frente, ela é confundida com um índio, e acaba com um megafone na mão. O bagulho falha e só volta a funcionar bem na hora em que ela dizia: “eu não tô participando dessa porcaria de marcha seu bando de…” Correu, correu muito até entrar no museu. Chegando lá, a antropóloga que ia dar a palestra de abertura da expo comenta que aquele tipo de revisão pop da vestimenta indígena era uma afronta por parte do colonizador e que… Nervosa, a capricorniana dá um empurrão de nada na antropóloga, que urra feito um lobo do deserto americano. Ela é expulsa e sai pelos fundos, sob ameaça de processo. Do lado de fora, índios bolivianos tocam “I will always Love You” em versão flauta. Você compra o CD.

Aquário Aquariana, boneca Criativinha do Gugu, cheia de ideias, cheia de novidades, fashion-espiritual. Fica bem com cores menos óbvias como violeta, tons de neon e azuis platinados. Adora uma estamparia bem malucona.
O que pode dar errado?
Estamparia descontrol é com a aquariana mesmo. É a hora de comprar aquele floral com flamingo com bicho com diumtudo, e juntar no corpitcho. Ela sai totalmente demais e vai pra um lançamento de livro numa livraria cool. De repente, algumas pessoas fazem sinal de reverência e começam a cantar coisas estranhas. Ela disfarça e vai para a seção Esotérica, que estranhamente está vazia. Alguém comenta: viu, Nádia, eu falo pra você que a gente tem de se iluminar, olha lá os livros que ela tá olhando, e você comprando essas porcarias que vêm com forminha de cupcake. A aquariana desce as escadas e cumprimenta a conhecida que está lançando o livro “Eu, Himalaia – Uma transa com Andy Warhol”. Três gatos pingados e vinho quente. O mezzanino, porém, está lotado. Curiosa ela vai até lá e percebe que todos abrem caminho. Uma moça de pé feio e sandália mais feia ainda se aproxima: xamã Vento Lancinante, bem-vinda, e sorri muito. Você desfaz o mal-entendido e o sorriso desaparece. Nádia comenta: tá vendo, Zélia, vem com roupa exótica pra aparecer mais do que a convidada. Eu faço cupcake mas tenho assim uma humildade, sabe? A amiga Himalaia canta Lou Reed em versão mantra.

Minaj, a MR

Peixes A pisciana tem alma e roupa de quem imagina longe, tem estilo que reflete suas inclinações espirituais e sonhadoras. Ficam bem com todos os tons e combinações possíveis de azul.
O que pode dar errado?
Tudo azul pisciana, tá lá a coleção nova da Stella McCartney pra provar o tom da tendência. A peixinha do zodíaco sai de casa na onda total blue e senta num café para escrever alguns sonhos muito complexos e recorrentes. O moço da mesa ao lado manda um drink pra ela: com curaçao blue, para o seu coração azul. Ela acha cafona, mas agradece com um aceno amigável e resolve beber. A coisa começa a fazer efeito e a escrita vai melhorando, ficando mais solta. Ela pede outro. E mais um. O moço se aproxima, cheio de coragem. Ela passa mal e vomita azulão em cima da camisa branquinha dele. Ela levanta e sai sem pagar a conta, envergonhada. Cambaleia e diz uma frase do sonho: o azul do céu é meu anel. Tem um flashback de quando ainda criança teve overdose de picolés de groselha azul. Diz: não, mamãe, blues, senhor, piedade! Acaba na porta de  cinema de arte da Augusta e pira na capinha do “Veludo Azul” vendido no camelô. Vê uma foto da Katy Perry de cabelo azul e diz: alucinante. Uma amiga a reconhece e te leva embora pra casa. No sofá, você dorme e viaja em ondas de diamante azul-piscina com o Ice Blue do Racionais. Você vai ao banheiro lavar o rosto. No armário tem um frasco de Viagra com o nome do seu avô.

Créditos: Vivian Whiteman 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário