Além do buço

Já falamos por aqui sobre os indesejáveis pelos do buço, que fazem milhões de mulheres buscarem as melhores técnicas para resolver o problema. E quando eles aparecem em outras partes do rosto: o que fazer? “Aumento genético de pelos é algo muito comum e pode ser  minimizado com qualquer método de depilação que não cause irritação na pele. A escolha do método é algo muito pessoal”, afirma a dermatologista Barbara Uzel (DF).

De acordo com a especialista, com exceção das pálpebras, os pelos podem aparecer em qualquer parte da face. “O rosto contém uma grande quantidade de glândulas pilossebáceas, que por estímulo de alguma doença hormonal podem evoluir para a proliferação anormal de pelos”, explica a médica.

Na verdade, há pelos em diversos lugares, da face e do corpo, os quais nem percebemos, por serem muito fininhos, praticamente imperceptíveis. Em outros locais eles não existem mesmo, como no pescoço feminino, nas palmas das mãos, na planta dos pés e nas pálpebras - região fora dos cílios. Os homens possuem naturalmente mais pelos por conta dos hormônios andrógenos (testosterona, entre outros), que estimulam a virilização e o desenvolvimento de barba e pelagem no peito, no tronco, nos braços e nas pernas.

No entanto, há doenças que podem provocar crescimento anormal de pelos, que neste caso é preciso de atenção médica. “Distúrbios hormonais com aumento da produção androgênica como Síndrome dos Ovários Policísticos (SOP), Tumores Ovarianos, Tumor de Glândula Supra Renal , entre outros, além do uso de Anabolizantes são algumas das causas mais comuns”, conta Uzel.

O primeiro passo é consultar um endocrinologista para tratar a disfunção hormonal, do contrário os pelos vão persistir, não importa a forma que se tente tirá-los. Uma vez tratada ou controlada a doença, deve-se complementar o tratamento com um método depilatório. “Geralmente recomendamos o laser, por oferecer uma redução mais prolongada dos fios indesejados, mas há pessoas que conseguem uma boa adaptação com lâmina, cera , linha  ou até com creme depilatório. O que não é recomendado é manter um método que não esteja dando certo, seja ele qual for”, finaliza a dermatologista. Na dúvida, como o crescimento de pelos por problemas de saúde pode ocorrer em qualquer fase da vida, consulte um especialista antes iniciar qualquer tipo de depilação no rosto.

Créditos: http://custom.yahoo.com/depilacao/
+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.


 Depilação e higiene: por que depilar-se?

Para algumas pessoas, manter o corpo depilado é como tomar banho ou escovar os dentes, ou seja, essencial para a manutenção da higiene pessoal. Para outras, depilar-se é uma verdadeira tortura, só sendo praticada por uma questão social. Mas será que se trata realmente de uma questão de saúde? E quem afinal nunca comentou sobre a depilação alheia ou atrasou-se para ir à praia por conta de pelos fora do lugar?

De acordo com a dermatologista Renata Domingues, pós-graduada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e membro efetivo da Sociedade Brasileira de Dermatologia, a depilação tem finalidade puramente estética: “Há uma relação direta com os costumes e a cultura da população. Na maioria dos países, estar depilada é sinal de higiene”. A médica salienta que a sensação de limpeza é inegável, principalmente quando a mulher está menstruada. “Existem casos em que a depilação pode evitar certas contaminações, como o aparecimento de chato, parasita que provoca coceiras e feridas na base dos pelos”, afirma.

Por ser uma escolha pessoal, o problema está quando há exagero, tanto no excesso de zelo com a depilação quanto com o desleixo em relação aos pelos. “Sabemos que eles têm algumas funções em nosso corpo, como reter calor e manter a temperatura, além de proteger determinadas áreas, no caso do nariz”, explica a especialista. “É importante lembrar que, muitas bactérias, classificadas como hospedeiras, vivem em nossa pele. Isso não é ruim, mas qualquer alteração na imunidade tende a desequilibrar esta relação de convivência pacífica”. A depilação com cera e lâminas pode romper este equilíbrio local e cada microlesão acaba servindo para perpetuar infecções na pele ou na base de cada pelo. O cuidado precisa ser redobrado na hora de depilar as regiões íntimas.

Conhecida no exterior, a depilação íntima brasileira é mais cavada e faz sucesso por retirar todos os pelos, o que aumenta a sensibilidade na região mas também, como já exemplificado, pode aumentar também a fragilidade natural do corpo a doenças oportunistas. Há alguns anos, o que se via era o contrário: muitos homens e mulheres aderiram à moda naturalista, com pelos à mostra e crescendo livremente, o que causava estranheza em alguns e uma sensação de liberdade em outros.

Seja qual for sua opção pessoal sobre a manutenção dos pelos, buscar um equilíbrio é fundamental para que a estética e a saúde saiam ganhando. Se prefere deixá-los crescer em algumas partes do corpo, é aconselhável mantê-los curtos e aparados, para evitar a proliferação de bactérias e fungos. Já os adeptos da depilação total podem investir em produtos que auxiliem na proteção natural do organismo, sempre com orientação médica.

Créditos: http://custom.yahoo.com/depilacao
+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.
Depilação com linha

Também conhecida como depilação egípcia, chinesa ou oriental, a técnica que usa linhas de algodão para a retirada dos pelos vem ganhando adeptos no Brasil, há cerca de quatro anos. Recomendado para fios finos e regiões delicadas, o método ainda gera dúvidas sobre seus benefícios e indicações.

De acordo com a especialista Ilana Alessandra, que ministra cursos no Rio de Janeiro, a depilação a linha é simples e consiste no entrelaçamento do pelo com a linha, que passa na pele retirando-os pela raiz. “Dessa forma, não há danos para a pele. Pelo contrário! No processo é feita uma microdrenagem no local, o que auxilia na circulação e retira também as células mortas. Por isso, a depilação com linha também não causa a flacidez”, afirma.

Mas, será que não há contraindicações? Segundo Ilana, não. “Todos podem fazer em qualquer idade. Não se usa nenhum produto químico neste tipo de depilação, apenas linhas feitas 100% algodão e soro fisiológico”, explica. Homens e mulheres com pelos no rosto e tendência a alergias encontram no método um aliado, ja que é possível fazer uma limpeza facial completa - testa, acerto de sobrancelhas, buço, queixo e lateral do rosto - e duradoura.

A depilação com linha, infelizmente, não tem só vantagens. O preço ainda é um empecilho, já que o custo pode ficar até 60% maior do que o da depilação com cera. Além disso, o fato de ser um método doloroso também afasta possíveis clientes. “Dói muito menos do que a depilação com cera. Para amenizar a sensação, podemos usar um anestésico em gel quando necessário. Normalmente, a dor é suportável”, conta Ilana.

A jornalista Luciana Paula, de 30 anos, é adepta deste tipo de depilação há quase seis meses e já tem suas formas de evitar o incômodo: “O que pode minimizar a dor é fazer, quando a pele estiver limpa, uma lavagem com água morna, para dilatar os poros e facilitar a saída do pelo. Como dor é algo relativo e pessoal, o que é ruim para algumas pessoas, é quase nada para outras”. O que a paulistana mais gosta no método é o fato de não provocar manchas. “Como depilo o buço,  acho ótimo que a linha não escureça a pele nem leve à  flacidez. Dizem até que estimula a produção de colágeno e elastina”, explica.

Os cuidados antes e depois da depilação com linha são semelhantes às técnicas mais utilizadas. Recomenda-se que a pele esteja limpa e sem maquiagem, mas a depiladora também deve fazer uma assepsia para retirar o excesso de oleosidade e impurezas. Após a depilação, é usado soro fisiológico gelado para acalmar a pele - algumas pessoas podem ficar com a área depilada avermelhada por até 15 minutos.

Por que testar a depilação com linha?

1) Indicada para peles sensíveis, pois não usa produtos químicos;
2) Pode ser feita por quem está em tratamento com ácidos;
3) Retira praticamente 100% dos pelos;
4) Método duradouro, já que remove os pelos pela raiz;
5) Não causa flacidez nem alterações na aparência da pele;
6) Promove uma espécie de drenagem, facilitando a circulação sanguínea;
7) A continuidade do tratamento tende a clarear a pele;
8) Técnica higiênica e rápida de ser executada;
9) Os movimentos da linha ajudam a manter a vitalidade da pele;
10) Tem bom custo-benefício, apesar de inicialmente parecer mais cara.

Créditos: http://custom.yahoo.com/depilacao/
+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.
 Conheça os perigos da depilação

Todos os especialistas concordam: a higiene é essencial para evitar problemas de saúde por conta da depilação. “Independentemente do método escolhido, deve-se sempre limpar a região a ser depilada com higienizante, como álcool 70%. No caso da lâmina, os descartáveis são indispensáveis”, afirma a dermatologista Karla Assed.

Quem não toma esses cuidados pode enfrentar efeitos indesejados. “Entre os problemas mais comuns estão a foliculite e inflamação localizada bacteriana. É preciso checar como está a pele e avaliar o tipo de produto depilatório antes da aplicação”, explica a dermatologista Adriana Vilarinho.

Se o processo depilatório levar a sangramentos, mesmo que mínimos, ou for realizado em locais onde haja foliculite em atividade, existe inclusive o risco de transmissão de doenças infectocontagiosas, como hepatite B e HIV, caso o material não seja esterilizado, como explica o médico da Amil Brasília Pedro Zancanaro. “O folículo de onde o pelo é arrancado também serve como porta de entrada para bactérias que vivem na superfície da nossa pele. Por isso é relativamente frequente encontrar pelos inflamados, confundidos com pelos encravados, após o processo de depilação”, conta.

Ainda de acordo com Zancanaro, as clínicas que oferecem serviço de depilação precisam ter alvará de funcionamento e liberação da Vigilância Sanitária. “Entre outras exigências, há a obrigatoriedade de um local separado para limpeza de material e esterilização, quando for necessário. Todo o material deve ser descartável e é preciso haver boa iluminação, paredes e bancadas laváveis, pia para lavagem das mãos dos profissionais, bem como saboneteiras, toalheiros e álcool em gel de parede”.

Karla Assed, que cuida de famosas como Xuxa, Angélica, Deborah Secco e Claudia Leitte, considera a depilação a laser o método mais higiênico e menos arriscado para a saúde. “O uso de laser não expõe o paciente a possibilidade de contaminação ou doenças, pois o aquecimento no disparo, com congelamento da ponteira concomitante, promove uma esterilização imediata em cada ponto aplicado”, afirma a médica.

Pedro Zancanaro concorda e acrescenta à lista dos métodos mais seguros o creme depilatório: “No laser, a ponteira precisa ser limpa com solução antiséptica para garantir a higiene. O uso de cremes depilatórios, que quebram os fios sem arrancá-los, também é mais seguro, pois o risco de rompimento da barreira cutânea é mínimo, diferentemente da raspagem com barbeador, corte a linha ou cera, que criam pequenos canais por onde bactérias podem entrar”.

O essencial antes de qualquer depilação é ter certeza que a pele está bem limpa e devidamente hidratada, para que o processo não cause danos e a recuperação seja plena. Em caso de dúvidas sobre tratamentos, produtos e indicações, como uso de cremes para clarear por exemplo, o melhor é buscar a orientação de um dermatologista para uma consulta personalizada.

Prós e contras de cada método depilatório:

Depilação a laser
Prós: após algumas sessões, os pelos não crescem mais ou tornam-se mais finos e curtos, de crescimento vagaroso. Contras: alto custo, restrições quanto à exposição solar e necessidade de procurar um profissional devidamente habilitado para manipular o laser, segundo regras da Anvisa.

Creme:
Prós: baixo custo, método higiênico, pode ser feito em casa e associado a hidratantes.
Contras: risco de alergias aos componentes do produto e restrições quanto à exposição solar.

Barbeador:
Prós:  baixo custo e pode ser feito em casa.
Contras: risco de infecções pós-depilatórias e pouca durabilidade da depilação..

Linha:
Prós: método rápido e de longa duração.
Contras: costuma ser doloroso e há risco de infecção, pois o pelo é arrancado da raiz.

Cera:
Prós: bom custo-benefício.
Contras: risco de queimaduras e infecções.

Créditos: http://custom.yahoo.com/depilacao
+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.
 Mantenha a saúde dos cabelos
1 - Tente evitar o uso de produtos anticaspa industrializados. Não só por serem caros, mas porque seu uso em excesso pode piorar o problema. Eles podem desencadear um estado conhecido como seborréia reativa, no qual o couro cabeludo produz mais óleo e a pele descama com mais rapidez.

2 - Ferva 4 colheres de sopa de tomilho desidratado, que contém suaves propriedades anti-sépticas, em 2 xícaras de água por 10 minutos. Coe, esfrie e despeje sobre o cabelo limpo e úmido. Não enxágue.

3 - Massageie o couro cabeludo com suco de maçã – seus ácidos naturais ajudam a eliminar a caspa. Depois de massagear, lave o cabelo com xampu e enxágue com vinagre de maçã, que age como esfoliante e adstringente.

4 - Adicione 10 gotas de óleo de melaleuca a 1 xícara de chá preto coado.Aplique no couro cabeludo. Se possível, deixe-a no cabelo de um dia para o outro antes do enxágue.

5 - Devolva o brilho ao cabelo e alivie uma coceira ou um ressecamento excessivo do couro cabeludo com um tratamento à base de vitamina E. Basta perfurar 1 ou 2 cápsulas da vitamina. Esprema o óleo sobre as pontas dos dedos, esfregue o conteúdo diretamente nas raízes e massageie o couro cabeludo.

6 - Para disfarçar a falta de volume, quebre um ovo e espalhe-o sobre os cabelos, massageando bem, e depois capriche no enxágue. Como o ovo é basicamente proteína, ele reveste os cabelos e ajuda a dar mais vitalidade e volume aos fios.

7 - Para evitar que os cabelos fiquem ralos, beba chá de urtiga e use-o também para um último enxágue dos fios. Um tônico capilar tradicional, as folhas de urtiga desidratadas podem ser encontradas na maioria das lojas de produtos naturais.

Fonte: Salve o Meio Ambiente – Reader’s Digest

Créditos: http://br.noticias.yahoo.com/mantenha-sa%C3%BAde-cabelos-212208756.
+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.
 Como ter o cabelo da Avril Lavigne

OBS.: Para ver as imagens clique no link abaixo
http://capricho.abril.com.br/beleza/como-ter-cabelo-avril-lavigne-429971.shtml

Discreta, Avril Lavigne não quer saber de tingir todo o cabelo de uma cor muito chamativa. Mas isso não quer dizer que a cantora não ouse no visual: o cabelo loiro com as mechas pink dá um ar rockinho ao look sem deixar de ser fofo.

Se o seu cabelo já é da cor do da Avril, é só aprender a fazer as mechas rosa. Mas, se este não é o seu caso, comece por aqui:

Passo 1: O loiro


Se o seu cabelo é...

...preto e castanho-escuro: você vai precisar fazer uma descoloração forte, em duas etapas. Peça para o seu cabeleireiro lavar e hidratar o comprimento antes de aplicar o descolorante pela segunda vez. Para evitar que o cabelo fique alaranjado, será aplicada uma tintura loiro-bege-acobreado, que agirá por uns 40 minutos. Retoque a cada 20 dias.

...castanho-médio e castanho-claro: o ideal é usar uma tinta loiro-claríssimo natural. O cabeleireiro vai te deixar de molho por uns 45 minutos. Retoque a cada 30 dias.

- Dica: deixe a raiz com uma cor degradé, e nunca marcada, para que os fios escuros não apareçam com mais facilidade.

...loiro-escuro e loiro-natural: esse tom já é muito parecido com o da Avril, mas se mesmo assim você quiser clarear, o cabeleireiro pode aplicar uma tintura loiro superclaro. Retoque de 1 a 2 vezes por ano.

- Dica: como a cor pega rápido no seu cabelo, peça para o cabelereiro checar o resultado da tinta a cada dez minutos para não errar.



Passo 2: Mechas pink



Dá pra fazer em casa mesmo, com tinta específica:

1) Prenda todo o cabelo e separe as mechas que você quer tingir com a ajuda de um pente fino.

2) Aplique o produto, passe o pente e espere agir entre dez e 15 minutos.

- Dica: envolva as mechas em papel alumínio para evitar que a tinta manche os outros fios.

3) Passado o tempo recomendado, lave o cabelo e enxágüe bem.


QUER SABER COMO FAZER O MAKE DELA? ESSE VÍDEO ENSINA A FAZER O OLHO PRETO ESFUMADO.

Entre no Myspace da Avril! http://www.myspace.com/avrillavigne

Créditos: http://capricho.abril.com.br/beleza/
+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.
 Novidade gringa: produto para alisar o cabelos sem formol!


Gwyneth Paltrow e Kate Bosworth: liiisas!
A Sephora, uma rede superfamosa lá fora e que vende todos os tipos de cosméticos e itens ligados a beleza, lançou essa semana uma linha de alisamento capilar que promete mudar todos os conceitos existentes. Diferente da progressiva que estamos acostumadas, que também é muito usada lá fora e chamada de “Brazilian Straightening Treatment“, o produto milagroso promete alisar e acalmar os fios sem os ingredientes agressivos da escova normal.
O tratamento, chamado “KeratinPerfect“, promete deixar o cabelo liso e livre de frizz por até 30 lavagens, menos tempo do que os procedimentos que levam o formol, que duram até 3 meses. O formol usado em algumas escovas ajuda a aplicar e fixar a queratina nos fios, e por isso dá um resultado mais longo, mas foi proibido no Brasil e pode causar efeitos nocivos para quem faz.
O novo produto está sendo vendido em dois kits diferentes. O primeiro, que custa U$95 dólares, vem com duas embalagens do produto, e o segundo contém clipes para o cabelo, uma escova especial de cerdas macias e uma chapinha de titanium para dar melhor acabamento ao alisamento, e custa U$235 dólares.

Kit simples
Kit completo
O procedimento de uso é fácil, e começa com uma lavagem especial com shampoo Pre-Treatment Clarifying, que abre as cutículas dos fios para que recebam melhor o produto. Depois de lavado, usa-se o creme para amaciar e tratar que contém a queratina e ele é secado e alisado com a chapinha. E depois é só manter a manutenção com os produtos da linha, que possui shampoo e condicionador especial, um spray, um creme de estilo, um serum de reparação e um óleo de queratina.
A Sephora está vindo para o Brasil por intermédio da Sacks, um portal de beleza onde dá para achar produtinhos de diversas marcas do mundo todo. Vamos torcer para que tragam esse produto também! Quem está viajando ou vai viajar, pode trazer a novidade que já está à venda nos sites e loja da marca.
Créditos: http://capricho.abril.com.br/blogs/soscabelos/


+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.
 Como fazer o cabelo da Gisele Bundchen?

Se você tem o cabelo lisinho, ou mesmo aquele tipo que não é definido, nem liso nem enrolado, tenho um truque incrível, pra marcar aquelas ondas no cabelo!!

PRIMEIRO PASSO: Faça uma linha, com pente, no meio da cabeça, separando o cabelo. Lado direito e lado esquerdo. A linha da testa a nuca.

SEGUNDO PASSO: Pegue a mecha separada do lado direito e aplique uma pomada para cabelo que tem fixação, mas não marca tanto quanto o mousse. Se você não tiver pomada em casa, vale tentar com mousse de baixa fixação, para que a mecha do cabelo não fique dura. Faça isso do outro lado também.

TERCEIRO PASSO: Agora torça cada mecha, torça mesmo, até virar um coque e prenda com grampo, faça isso do outro lado. Agora deixe por meia hora ou mais, por isso recomendo que você faça esse truque no cabelo antes de se maquiar.

Quando estiver pronta e maquiada, solte os grampos e passe os dedos entre os cabelo, pra soltar a mechas um pouco. Pode finalizar com mais um pouco de pomada.

Dica para saber se vai dar certo: Depois dos coques prontos, vá até a frente de um espelho e se você estiver a cara da Princesa Léia do filme Guerra nas Estrelas… Tá CERTINHAAAA...rs!!!

Créditos: http://vilamulher.terra.com.br/feguedes/como-fazer-o-cabelo-da-gisele-bundchen-9-616519-198-pf.php
+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.
[videos]Cabelo e maquiagem da Gisele Bundchen


Parte 1
http://www.youtube.com/watch?v=RBqNxJyjh98&feature=player_embedded
PARTE 2

Maquiagem

+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.
Babyliss invertido: Faça o cabelo de Gisele Bündchen


Siga o passo a passo para conseguir as madeixas da top.


Você comprou há séculos aquele modelador de cachos e achou que seria o suficiente para conquistar os cachos dos seus sonhos, entretanto, depois de algumas tentativas frustradas de conseguir o cabelo ondulado, guardou o aparelho na gaveta. Se esse é o seu caso, seus pedidos foram ouvidos! O hairstylist Marcos Salles ensina seus truques para conseguir os cabelos ondulados iguais os da Gisele Bündchen. 

"Além de um babyliss em uma temperatura mínima de 180° C, os fios anelados ficam mais bonitos em cabelos com o corte repicado em toda a parte da frente e ao longo dele, em camadas", ressalta o cabeleireiro Marcos Salles. 

A seguir, o profissional entrega o passo a passo para desfilar por aí com as madeixas que você sempre desejou. 

Passo 1:
 Comece o processo com o cabelo já seco. Lembre-se que para não estragar os fios o secador deve permanecer a pelo menos um palmo da cabeça e sempre em movimento. Se o seu cabelo for crespo ou muito volumoso, você pode lavá-lo e, em seguida, fazer uma escova antes de iniciar o processo.

Passo 2:
Torça uma mecha de, aproximadamente, 3 cm de largura. "Esse método faz com que ela fique em formato de onda em vez de fazer o tradicional cacho de anjinho", diz o hairstylist Marcos Salles.

Passo 3:
Após torcer a mecha, enrole-a no aparelho modelador (que deve ter diâmetro médio a largo) até a ponta. A posição em que ele deve estar é ao contrário, com a ponta virada para baixo. "A disposição do modelador nesse sentido evita o volume na raiz", revela o cabeleireiro Marcos Salles. Deixe cada mecha em torno de 10 segundos.

Passo 4:
Retire do babyliss com cuidado e, sem desmanchar o formato, faça um rolinho "caracol" (aquele do tipo deitado) e prenda-o com um grampo.

Passo 5:
Repita o procedimento no cabelo todo. Os rolinhos não precisam necessariamente ser feitos. Eles são utilizados para que as ondas permaneçam por mais tempo nos fios, enquanto o procedimento está sendo realizado. Se você não quiser ter este trabalho, simplesmente solte as mechas após a modelagem.

Passo 6:
Faça um rolinho levantado na franja. "Ele é usado para dar o toque final na franja: dando volume nos fios", ensina o cabeleireiro.

Passo 7:
Finalize com a cera. Ela ajuda a definir melhor as mechas do cabelo e dar um acabamento mais bonito. O procedimento de passar a cera é muito fácil: "Pegue uma pequena quantidade do tamanho de uma moeda nas mãos, esfregue bem e passe cuidadosamente ao longo dos fios sem desfazer as ondas", explica Marcos.

Passo 8 - O Resultado:
O resultado são madeixas com ondas definidas e volume na medida, que pode ser usado tanto no dia a dia como para algum evento noturno. (fotos: Mitu - www.mitu.com.br / assistente de cabeleireiro: Neide Maria Silva / hairstylist: Marcos Salles)


+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.+.
Tutorial de Maquiagem: Sombra esfumada com pigmento (Glitter)
Claudinha Stoco: "Amo pigmento pelo simples motivo da transformação que ele dá no makeup. Sério, é só fazer uma base legal e cobrir a pálpebra com ele e pronto. Fica ótimo sem muito esforço."


Vejam:



Vamos fazer?!

Passo 1:
1.Comece com a pele feita.
2.Faça um traço com o lápis preto.

Passo 2:
3.Também passe na linha d’água.
4.Fica assim.

Passo 3:
5.Aplique a sombra preta em toda pálpebra móvel.
6.Fica assim.

Passo 4:
7.Esfume bem.
8.Fica assim.

Passo 5:
9.Aplique o pigmento em toda pálpebra móvel.
10.Fica assim.

Passo 6:
11.Com um pincel chanfrado aplique o pigmento rente aos cílios inferiores.
12.Fica assim.

Passo 7:
13.Aplique o rímel.
14.Prontinho!



Postado dia 27Mai2011

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário